Histórias, está aqui um item que deve ter neguinho se cagando de medo. Se você reparou na parte de "Balada" você pode perceber que não foram poucos os locais por onde esta comunidade já passou, portanto, imagina todos estes doidos juntos, o que já não aconteceu !!!
Enfim, vamos tentar nesta seção, mês a mês ir mostrando tudo o que já ocorreu de mais bizarro, desde "Love Story" até "Churrasco da Turma do Boliche". Se você lembra de alguma coisa, ou seja, não estava caído com a cara cheia de lama de tanto beber, mande seu e-mail que iremos publica-la com muito orgulho. contato@sabordopalgode.com.br
 
Episódio 2

“A Iniciação de Buba”

Era um sábado a tarde, fomos chamados para tocar.Depois das tradicionais
perguntas: “vai ter mulher?” e “pode tocar só meia horinha?” resolvemos aceitar
a barca. Parecia ser mais uma daquelas festas/churrascos que normalmente nos
chamam pra tocar, só que dessa vez não tinhamos quem tocasse tantan…

Como o pequeno Fabiano, embora parecesse nulo em música tinha algum
conhecimento do instrumento
(no futuro ele viria a ser profundo conhecedor de vários dos “instrumentos” da
galera…) convocamos o pimpolho, esperando que ele não comprometesse muito o
samba.

Mas o menino nao queria fazer feio, e já que tocar não era seu forte, foi para
seu segundo talento: a bebida.
Bebeu,bebeu,bebeu, aquele chopp quente que vinha numa jarra de plástico
Comeu,comeu,comeu, até seu fiofó fazer biquinho.

La pelas tantas, após a meia hora de pagode e as duas horas de futebol, onde
Douglas Navarro, atuando de juiz, expulsou o dono do churrasco, o pudim de
pinga Douglas e seu amigo Ale (veja sócios musicos) resolveram se refrescar na
piscina, munidos de sunga e toquinha.
Qual a surpresa ao verem que estavam sendo seguidos por Fabiano, que apenas com
cueca branca de listras azuis e uma bela freada de bicicleta (se é que voces me
entendem…) e chamando a Araci de Almeida de Maryeva, resolve se refrescar na
piscina junto com os moçoilos, sem se preocupar que a agua tornaria sua cueca
fio-dental transparente, revelando o tamanho ridiculo de sua pistolinha.

Não contente em dar o maior vexame já visto naquelas bandas ( e olha que tinha
ate nego fazendo bife a milanesa no tanque de areia do parquinho), o menino se
engraça com um Dragão de Comôdo e, agora vestido com uma bermuda e no badalo (a
cueca foi pro lixão municipal), arma sua barraquinha e sai gritando aos quatro
ventos, ao mesmo tempo que rebolava freneticamente: TENDA ÁRABE!!!! TENDA ÁRABE!!!!

Mais: o pederasta voltou no carro do tribufú supra citado e ainda fez bundalelê
(respondido prontamente pelos componentes do grupo) em plena Regis Bottencourt
(vale ressaltar que douglinhas ganhou aplausos desse que vos escreve
posteriormente pela ultrapassagem pelo acostamento oposto, salvando Jesus de
nos aguentar tocando no paraiso).

E foi assim que aconteceu: Fafá agora era membro do Sabor do Pagode, nem tanto
pelo samba, mas pelo potencial de presepada (confirmadissimo nesses anos todos)
que esse imbeciloide nos proporcionou e proporciona ate hoje, mesmo com sua
mudanca de sexo.

Enquanto tudo isso acontecia, Cimino tocava cavaquinho praticamente desmaiado e
completamente bebado, mas isso é outra historia…

Episódio 1
"A libertação de Mandela"



mande sua história para: contato@sabordopagode.com.br, com certeza ela será publicada.